NÃO PROCURE UM CULPADO, ENCONTRE A SOLUÇÃO.

O propósito desse blog é poder edificar aqueles que dedicam seu precioso tempo para lê-lo, espero que seja no mínimo uma leitura agradável.

A DOR QUE SÓ DEUS CONHECE.

É interessante como a vida nos surpreende. Muitas vezes passamos por circunstâncias inimagináveis por nós mesmos. De repente, nos deparamos com situações difíceis na vida, seja na área que for, em pequenas ou grandes proporções… mas todos passamos por momentos de dificuldades,e é nestes momentos que precisamos de um olhar generoso, um abraço carinhoso ou até um silêncio de amor. Mas infelizmente, a grande maioria das pessoas não entendem, porque temos dois ouvidos e uma só boca. Creio que foi pensando exatamente nesses dias difíceis, que Deus na sua infinita sabedoria nos fez assim. Mas nem todos têm esta percepção.

Então, aquele ser humano que pensa, que precisa sempre dar a sua opinião sobre a vida alheia e sem ser convidado, começa a descarregar a sua insatisfação pessoal disfarçada de empatia, em cima da pessoa que enfrenta o problema, se passando de bom amigo . Elas normalmente têm a solução ou a estratégia acertada para aquela situação ”do outro” claro, o que nos deixa muito entristecidos, pois sabe-se que a grande maioria dos que agem desta forma, não conseguem lidar com seus próprios problemas, e ficam assim procurando o problema alheio para se sentirem ativos ou talvez capazes, o que, na verdade estão apenas se escondendo atrás de uma máscara de faz de conta, negando para si mesmo suas dificuldades e fraquezas como se isso fosse a pior coisa do mundo, talvez por estarem tão ligados ao mundo virtual, não se dão conta que na vida real somos seres humanos falhos e em processo de edificação. Eu acredito que todos nós temos pontos fortes e fracos e todos temos um potencial a ser desenvolvido. O que precisamos é identificar o talento a ser lapidado ou o problema a ser minimizado. Por exemplo.

Se quando criança, não nos foi dado limites e não nos deixaram passar por frustrações, referentes a essa etapa da vida, certamente seremos adultos mutilados nas nossas emoções com dificuldades de lidar com as circunstâncias de adversidades que a vida nos apresenta. É impressionante, como a falta quando criança, de uma palavrinha com apenas três letras e um sinal gráfico de nasalação, tem causado grandes revés na vida de muitos adultos. Esta palavrinha é o, NÃO.

E o que é pior, quando agregado a falta de reconhecimento da autoridade do pai e da mãe, geralmente nos tornamos crianças rebeldes e intoleráveis começando a dar os primeiros sinais publicamente na escola, e se não houver uma mudança de atitude da parte dos pais, isso se prolongará para vida adulta. E assim, como um barco sem leme fica desgovernado e naufraga, também nós seremos adultos incapazes de organizar nossas vidas ou não teremos controle sobre nossas emoções e automaticamente seremos mais propensos ao fracasso, pois não saberemos que direção tomar, não teremos um norte para onde ir. Por que como consequência não reconhecemos Deus como autoridade e isso acaba ficando muito confuso no decorrer do nosso caminho. O que ainda pode nos levar, a uma grave falha de caráter. Deus estabeleceu nas suas criaturas uma consciência da necessidade de estrutura de autoridade, pois, sem isso tantos os homens, como os anjos estariam entregues a um caos generalizado. Esta estrutura criada por Deus promove a ordem e o bom andamento de uma comunidade, de uma família. Pois, as pessoas investidas de autoridade, visam contribuir ordenadamente para o objetivo em comum.

Precisamos saber lidar com os nãos recebidos na vida. Quando tinha vinte e um anos, tive o meu primeiro filho, em 24 de fevereiro 1988, isto foi a trinta e um anos atrás e naquela época dizia-se, que “não”, era uma palavra que deveria ser abolida da educação das crianças, pois você estaria anulando a criatividade delas. Como consequência, muitos pais se tornaram permissivos ao extremo por conta dessa filosofia de criação de positividade e muitas crianças se tornaram mimadas e sem limites. Então quando uma criança ia colocar um grampo na tomada por exemplo; você não deveria dizer a ela que não poderia fazer aquilo por ser perigoso. Você diria: _ Este grampo é de colocar no cabelo meu amor, dá pra mamãe e vamos ver o passarinho lá fora? Ouça… ele esta cantando! Vamos ver onde ele esta? O que acontecia era isso, a criança nunca ouvia um não, a sua pequena e indefesa mente era manipulada para outra atividade qualquer, onde ela não se deparasse com esta palavra. Logo, não sabe enfrenta-la, pois não foi familiarizada com ela.

Resumo: Hoje temos muitos corpos adultos, com mentalidades infantis, incapazes de se defender e enfrentar os grandes NÃOS que a vida nos trás. Preciso confessar que nunca concordei com esta teoria. Meu filho ouviu muitos nãos, claro que sempre tendo o cuidado de explicar o porque do não, mas hoje ele sabe que a longo prazo, muitas vezes um não é bem melhor do que um sim. É um homem feito, saudável física, mental e emocionalmente e extremamente criativo, responsável, um pai de família, cheio de vida e de sonhos a serem realizados, já enfrentou grandes desafios, mas esta de pé a cada novo amanhecer com o entusiasmo de um vencedor! E, tem uma conduta admirável, sou sua fã. Agradeço a Deus pelos meus pais terem me criado à luz da Palavra e assim pude passar para os meus filhos seus ensinamentos.

O que ama a instrução ama o conhecimento, mas o que odeia a repreensão é estúpido. Provérbios 12:1

O filho sábio atende à instrução do pai; mas o escarnecedor não ouve a repreensão. Provérbios 13:1

A vara e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma, envergonha a sua mãe. Provérbios 29:15

Tenho observado na grande maioria das pessoas com essas deficiências, que diante de uma notícia que as surpreende. Exemplo: Um casal que acabou de se separar ou uma pessoa que supostamente tem tudo para ser feliz e foi diagnosticada com depressão profunda, etc… Estas pessoas como a grande maioria vêm somente o resultado final, a depressão, a separação, o desemprego, a falência do negócio etc… e muitas delas agem como juízes, julgam como conhecedores de causa, dos fatos… das dores… dão a sentença sem dó e sem piedade. Quando na realidade, não conhecem nada, não sabem quantas lágrimas já foram derramadas, promessas quebradas e renovadas por infindáveis vezes, frustrações, discussões  em busca de soluções.

Não… ninguém consegue medir a minha ou a tua dor, só Deus… Ele sim e somente Ele pode nos socorrer, nos ajudar, nos curar, nos proteger, mas até que entendamos isso e corramos para Ele… muitas vezes leva um longo e doloroso tempo. Somos seres limitados, mesmo estando dentro do problema, ou sendo o próprio  problema, muitas vezes não conseguimos identifica-lo para saber o que realmente esta se passando conosco e falo isso sobre mim mesma, pois já passei por muitos momentos difíceis, e é aí que fico imaginando como uma pessoa que nunca recebeu um não, que não foi preparada para esses dias difíceis consegue suportar,

Então, se por ventura você se sente um adulto sequelado nas suas emoções e psicologicamente despreparado para esta etapa da vida, não tente achar um culpado. Se você não recebeu os nãos necessários na infância, lembre-se que você foi muito amado e por conta desse amor houve essa negligência, mais foi a melhor maneira que seus pais acharam de te demonstrar este sentimento tão puro e carregado de emoção, por tanto ame e respeite seus pais, peça a Deus sabedoria para lidar com essa situação, equilíbrio para suas emoções, força para enfrentar os nãos recebidos e habilidades para os talentos a serem desenvolvidos.

Dicas de um bem viver:

Não, aponte o erro do teu irmão, isto só demonstra quão pequeno você é. Ouça mais, fale menos. Não julgue a dor do outro pela sua, todos somos indivíduos com estruturas psicológicas, emocionais e espirituais diferentes uns dos outros, logo a maneira de enfrentar as dores também se diferem. E muitas vezes o que pra um é simples para o outro pode ser um vale tão profundo, de uma dor indescritível, uma mescla de desolação e insegurança  indesejável à  qualquer ser humano. Essa é a dor que só Deus conhece. Então, não julgue, apenas ame.

Deus é amor! Jesus é a solução!

“Tira primeiro a trave do teu olho e então poderás ver com clareza para tirar o cisco do olho do teu irmão”. (Mateus, capítulo 7, versículo 5).

              “ Ele nos libertou do império das trevas   Nos transportou  para o Reino do filho do Seu amor”.                                        (Colossenses, capitulo 1, versículo 13.

Um grande abraço!

Deus abençoe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s