EVA LUANA, OBRIGADA PELA GUERREIRA QUE ÉS!

Só quem passou por essa guerra, sabe como é difícil vencê-la. É uma guerra no espírito,portanto: Revesti-vos das armaduras de Deus. Efésios 6:10 -19

Hoje pela manhã 25/02/2019 me deparei com o depoimento de Eva Luana, que foi abusada pelo padastro, sexualmente, fisicamente e psicologicamente. É aí que percebemos o quanto a nossa mente é frágil, o quanto uma pessoa pode encarcerar a outra sem que ninguém perceba. Eu estive encarcerada por anos e ninguém percebeu. Duas semanas antes de fazer 15 anos fui abusada sexual e psicologicamente, por um vizinho.

ABUSADA A TRINTA E SEIS ANOS ATRÁS.

Enquanto ele me violentava dentro de um caminhão, eu apenas coloquei as duas mãos nos olhos e na boca e pedia para parar, apenas isso. Pare… por favor …pare…Ele perguntava e se eu não parar o que você vai fazer ? Eu simplesmente não conseguia raciocinar, era tanta dor emocional, física e psicológica que não conseguia falar mais nada.

Depois do ato consumado, ele me disse : _Não conte isso pra ninguém, mas pra ninguém mesmo, por que senão, você sabe que vai ter que ir visitar teu pai e teus irmãos mais velhos na cadeia, né? Por que eles vão me matar, mas, eu não tenho problema com isso, tanto faz viver ou morrer, já teus irmãos menores vão passar fome e todos vão te odiar por isso, tua mãe pode até morrer de desgosto, porque como ela vai criar tantos filhos se ficar sozinha? E eles vão te odiar ainda mais, porque foi você que causou todo esse sofrimento a eles.

Quando cheguei em casa, meu irmão mais velho estava cortando lenha e quando me viu sair do caminhão me deu uma bronca bem grande, disse que se me visse entrar ou sair daquele caminhão novamente iria me dar uma surra, eu quase contei pra ele, mas, fui tomada pelo medo dele matar realmente o agressor e eu ser culpada da sua dor de perder a liberdade, e afinal a minha dor não tinha mais como reverter. Eu fiquei muito tempo sem sair para fora de casa, me sentindo envergonhada, humilhada. Então implorei aos meus pais para ir embora daquela cidade, para ir morar com meus irmãos, para trabalhar pois já tinha carteira de trabalho. Insisti tanto até que meus pais deixaram.

Mas, infelizmente o meu problema era maior do que eu pensava, ele não era apenas territorial, mas sim emocional. Parecia que dormia e acordava com aquela voz: _ E se eu não parar o que você vai fazer? E a cena seguinte do meu silêncio me matava por dentro e eu me sentia culpada. Culpada por não dizer que contaria para meus pais e meus irmãos e quem sabe ele parasse, culpada por ter traído a confiança deles, culpada por não poder casar de branco como sonhará, era uma dor que dilacerava a alma. Eu era tão inocente, que não conseguia imaginar que alguém pudesse fazer algo desse tipo sem a permissão da outra.

Passei muitos anos sofrendo sozinha, me sentindo um lixo, sem falar pra ninguém, por que tinha vergonha, medo das consequências, do julgamento, enfim, medo de tudo e de todos, tive relacionamentos doentios. Com dezenove anos conheci um homem maravilhoso, dez anos mais velho do que eu, um verdadeiro cavalheiro, carinhoso, compreensivo, ficamos amigos, contei tudo a ele, me senti segura, amada, compreendida. Acabei me apaixonando pelo ser humano que se mostrou, com um coração puro e cheio de amor, nos casamos, porém, a consumação do casamento se dá com o relacionamento sexual o que pra mim era um grande sofrimento. Ele me ajudou muito, fiz terapia e isso me ajudou a conviver com a dor psicológica, mas, não me sentia confortável.

Meu casamento durou cinco anos, tive um filho lindo, presente de Deus pra nós dois, mas a separação era iminente, houve muito sofrimento tanto de um lado como do outro e mais culpa, tentamos novamente, agora pelo nosso filho, mas não deu, eu era muito perturbada nas minhas emoções.

NOS BRAÇOS DO PAI!

Até que comecei a frequentar uma igreja evangélica e a cada culto que eu ia, era ministrada no mais profundo do meu ser, me sentia nos braços do Pai, parecia que Deus falava diretamente comigo, Ele sabia o que eu tinha passado, entendia a minha dor, mas, que eu deveria perdoar, que o perdão era uma decisão. Muitas vezes, sai da igreja com raiva, por que pensava…Esse pastor fala isso por que nunca passou pelo que eu passei, assim é fácil dizer pra perdoar, como que eu vou perdoar alguém que me roubou tantos sonhos e me causa sofrimentos até hoje de dia e de noite, ele é que deveria me pedir perdão. Então, um dia o pastor falou sobre um agressor que verdadeiramente se arrepender dos seus maus feitos e pedir perdão ele entrará no reino dos céus e se a vitima não perdoar não entrará. Senti raiva e tive vontade de parar, porque aquilo me machucou muito, mas, comecei a buscar sobre o perdão e soube à luz da Palavra que era verdade. Mais dor, mais lágrimas e mais oração, porém a voz do Espírito Santo era doce e suave e me constrangia a permanecer, e a partir daí comecei a ser curada,transformada.

CURADA ATRAVÉS DO PERDÃO!

Então comecei a orar dizendo: _ Deus, tu sabes Senhor, que eu não consigo perdoar…e colocava pra Deus como eu me sentia… mas, eu decido perdoar, me ajuda Senhor eu te peço em Nome de Jesus! Fiz esta oração na primeira semana, umas quatro ou cinco vezes por dia e todas as vezes a dor era muito grande, chorava muito, segui orando da mesma maneira por umas três semanas, quando percebi que precisava lembrar de orar por esta situação e quando orava já não doía mais.

Passado alguns meses, ouvi um noticiário sobre uma moça que fora abusada, e de repente percebi que fazia algum tempo que não orava mais sobre aquele assunto, e pela primeira vez, tive a comprovação da minha cura. Pois antes era tomada por um sentimento de raiva e fúria tão grande quando ouvia esse tipo de noticiário que tinha vontade de quebrar a televisão em mil pedaços literalmente, e a dor da culpa sobrevinha com força total novamente atormentando os meus dias . Mas, neste dia foi diferente… eu consegui perceber que ele era o culpado, que ele era o criminoso e não eu, e que eu tinha alcançado a cura da minha alma, a libertação das amarras que me prendiam em um cárcere fétido e gelado, liberando o perdão. Senti pena pela incapacidade de um ser humano como este, assim como o padrasto da Eva e tantos outros serem totalmente desprovidos desse sentimento tão nobre chamado amor, uma amor ágape, o amor do tipo de Deus.

Sou eternamente grata a Deus, por ter entregue seu precioso filho pra morrer naquela cruz por nós, para que possamos hoje termos o dom de perdoar e sermos perdoados e assim herdarmos a vida eterna com Ele. Não posso dizer que sei qual é sua dor Eva, pois não fui submetida a tanta dor por tanto tempo, mas sei que o caminho da cura é o mesmo, o PERDÃO.

Entenda que quando falo em perdoar, não quero dizer que ele não deve pagar pelo que fez, bem pelo contrário, acho que deve sim, e é por isso que compartilho essa minha triste experiência, para que outras ao serem ameaçadas ou abusadas possam se sentir seguras para denunciar o agressor. Hoje vivemos em um outro tempo, onde a nossa mente não esta mais cauterizada pelos tabus expostos pela sociedade, deixando com que as vitimas sofram duplamente enquanto os seus agressores gozam de liberdade e continuam impunes a cometerem seus atos de atrocidades. O que quero dizer, é que você e sua mãe, aqui representando tantas e tantos, já sofreram muito para continuarem encarceradas pelas suas emoções, e a partir do momento que conseguirem liberar perdão serão verdadeiramente livres, o que sabemos não ser fácil e nem rápido, é um processo longo e doloroso mais não impossível. Fico feliz em saber que seu namorado Mateus compartilha da mesma fé, creio que foi o cuidado de Deus contigo e sua mãe que as guardaram. Que Deus abençoe!
Obrigada, por ter tomado a decisão mais acertada em favor de todas nós mulheres!

Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará… não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados. Mateus 6:14.

Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. joão 8:32

Pois, se o filho vos libertar verdadeiramente sereis livres… João 8:36.

Deus abençoe!

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s